Rodoanel Norte
Acessibilidade A+ A- C

Governador Geraldo Alckmin entrega 360 moradias em Guarulhos

Famílias removidas pela DERSA para a construção do Rodoanel Norte recebem os imóveis antes da conclusão do empreendimento

São Paulo, 7 de novembro de 2016 -  O governador Geraldo Alckmin entregou neste sábado (5/11) as chaves da casa própria para 360 famílias beneficiadas pelo Programa de Compensação Social e Reassentamento Involuntário do empreendimento Rodoanel Norte, em Guarulhos, na região metropolitana de São Paulo. As unidades do Morar Bem, Viver Melhor foram viabilizadas por meio da parceria entre os programas Casa Paulista e Minha Casa Minha Vida. A inauguração contou com a presença do ministro das Cidades, Bruno Araújo, dos secretários estaduais da Habitação, Rodrigo Garcia, e de Logística e Transportes, Alberto José Macedo Filho, e dos presidentes da DERSA, Laurence Casagrande Lourenço, e da CDHU, Marcos Penido.

O investimento total é de R$ 24,8 milhões, dos quais R$ 2,5 milhões aportados pela Casa Paulista. Os recursos foram repassados pelo governo paulista para a Caixa Econômica Federal, agente financeiro responsável pela contratação das empresas, supervisão das obras e financiamento dos empreendimentos. A quantia investida pelo governo paulista é determinada pela instituição financeira parceira.

“A partir de agora, vocês são donos de suas moradias, vocês têm a escritura de suas casas”, afirmou Alckmin aos moradores beneficiados que estiveram presentes ao evento oficial de entrega das chaves. O governador também ressaltou a importância do Rodoanel Mário Covas na ligação de grandes regiões do país, enalteceu Guarulhos como uma das principais cidades brasileiras e lembrou que, além do Trecho Norte do Rodoanel, a Linha 13 da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) também chegará brevemente para ligar o Aeroporto Internacional de Cumbica a São Paulo.

Para o ministro das Cidades, Bruno Araújo, a entrega das unidades habitacionais é mais do que um programa social. “Temos aqui um projeto que nos permite avançar juntos”, disse. Araújo também reforçou o papel fundamental do Rodoanel para o país: “Grande parte da produção brasileira passa por aqui”. No fim, agradeceu ao apoio de São Paulo. “O Governo Alckmin é nosso maior parceiro na área da habitação”.

As unidades do Condomínio Clarice Lispector estão divididas em 18 blocos e têm área construída de 42 m², com dois dormitórios, sala, cozinha e banheiro. Todo o empreendimento foi dotado de infraestrutura urbana, com redes de água, esgoto e energia elétrica, iluminação condominial, passeio público e paisagismo. Também dispõe de área de lazer, quadra poliesportiva, salão comunitário, espaço para estacionamento, playground e portaria.

As novas unidades respeitam e incorporam as melhorias estabelecidas como diretrizes de qualidade da Secretaria de Estado da Habitação, com piso cerâmico em todos os cômodos, azulejos nas paredes da cozinha e do banheiro, medição individualizada de água, acessibilidade, entre outras melhorias. O empreendimento dispõe de área de lazer, quadra poliesportiva, salão comunitário, espaço para estacionamento, playground, paisagismo e portaria.

De acordo com estudo realizado pela CDHU (Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano), são criados 14,5 empregos diretos a cada R$ 1 milhão investido em construção residencial, o que equivale a 359 empregos diretos criados pela obra.

Desde 2011, a região metropolitana de São Paulo recebeu 23.660 moradias populares, por meio da CDHU e do programa Casa Paulista. Além disso, há 28.432 habitações de interesse social em construção.

Em Guarulhos, 10.200 unidades habitacionais foram viabilizadas pela Casa Paulista com investimento de R$ 159 milhões da Casa Paulista, das quais 3.758 moradias foram entregues anteriormente, 3.948 estão em obras e mais 2.134 estão programadas.

Inovação

Das 4.129 famílias removidas para as obras do Rodoanel Norte, 1.942 fizeram a opção por unidades habitacionais, e destas 670 (370 em Guarulhos e 300 em São Paulo) já estão reassentadas pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A, ou seja, um terço do total já foi beneficiado pelo compromisso do Governo do Estado de oferecer moradias dignas a pessoas de baixa renda que habitavam locais precários e muitas vezes irregulares. Um aspecto inovador é que os imóveis estão sendo disponibilizados aos reassentados antes mesmo da conclusão do empreendimento. Também em São Paulo, já está em andamento a construção de outras 273 unidades destinadas ao Programa de Compensação Social e Reassentamento Involuntário do empreendimento Rodoanel Norte.

Morar Bem, Viver Melhor

O Morar Bem, Viver Melhor é a Política Habitacional do Estado de São Paulo. Reúne todas as ações e investimentos da Secretaria de Estado da Habitação, como infraestrutura, urbanização, requalificação, acessibilidade, qualidade das construções e equipamentos, cuidados com o meio ambiente, inovações e qualidade de vida para as famílias atendidas.​

Casa Paulista

A Agência Casa Paulista foi criada em setembro de 2011 pelo Governo do Estado de São Paulo para fomentar a habitação de interesse popular e acelerar o atendimento à demanda habitacional em território paulista. Classificada como marco substancial de mudança na política habitacional em São Paulo, estabelece parcerias, capta recursos junto a governos, agentes financeiros e iniciativa privada e destina subsídios e microcréditos para viabilizar ou melhorar as condições de moradias para famílias de baixa renda, especialmente entre um a cinco salários mínimos.

No dia 12 de janeiro de 2012, o Governo do Estado selou parceria com o Governo Federal para a viabilização de mais 100 mil novas moradias no estado paulista, meta superada em dezembro de 2014. A parceria é executada pela Casa Paulista, agência de fomento habitacional lançada pelo governador Geraldo Alckmin em setembro de 2011, e pelo Programa Minha Casa, Minha Vida. Os agentes financeiros executores são a Caixa Econômica Federal e o Banco do Brasil.