Nova Tamoios Contornos refloresta 430 hectares no Estado

Recuperação de áreas será feita pela DERSA com plantios de 821 mil mudas de espécies arbóreas nativas na região do Vale do Paraíba e no Litoral Norte

São Paulo, 28 de dezembro de 2017 – Os plantios compensatórios e outras práticas de restauração florestal executados pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A em contrapartida ao empreendimento Nova Tamoios Contornos, foram iniciadas na região do Vale do Paraíba e Litoral Norte. O compromisso de recuperação ambiental está acontecendo nos municípios de Caraguatatuba, São Sebastião e São Luís do Paraitinga, em áreas que foram indicadas pelas prefeituras da região afetada pelas obras do empreendimento e pela Fundação Florestal. Serão aproximadamente 430 ha de plantios. Deste total, 118 há já foram concluídos e o restante contemplam áreas onde as práticas de restauração florestal estão iniciando.

Neste mês, foram iniciadas as atividades em áreas localizadas dentro do Parque Estadual da Serra do Mar, no Núcleo São Sebastião, especificamente nos morros entre Maresias-Paúba e Paúba-Santiago. Nesta área de 64 hectares, estão previstos o plantio de 177 mil mudas e uma diversidade de mais de 100 espécies florestais nativas. As espécies são Embaúba, Mutambo, Angicos, Paineira, Jerivá, bem como espécies com algum grau de ameaça de extinção, como Óleo-de-copaíba, Mulungu, Grumixama e Cabreúva. Após a execução destas ações, serão realizadas práticas de manutenções bimestrais, como o controle de formigas cortadeiras, de espécies exóticas e invasoras e adubação de cobertura e replantio de mudas, durante um período de 24 meses.

As novas florestas contribuirão para a manutenção da biodiversidade, fauna e a flora local, contenção de processos erosivos, manutenção da fertilidade do solo e reciclagem de nutrientes, regulação climática, fixação de carbono e proteção de bacias hidrográficas. O investimento total do Governo do Estado é de R$ 16,8 milhões.

Nova Tamoios Contornos

O empreendimento integra um pacote de investimentos do Governo do Estado voltados ao desenvolvimento da economia e do turismo do litoral norte paulista, e criará uma nova alternativa para o acesso a Caraguatatuba e São Sebastião. O tráfego rodoviário, especialmente o de caminhões e as viagens de longa distância, será desviado da área urbana para a nova via perimetral. A rodovia reduzirá acidentes e aumentará a segurança para usuários, pedestres e ciclistas, além de proporcionar acesso mais rápido às duas cidades e ao Porto de São Sebastião. O escoamento da produção também ganhará em agilidade por meio da otimização da infraestrutura viária existente. A previsão é que a nova rodovia seja liberada ao tráfego no segundo semestre de 2018.